Mês: janeiro 2014

Os desafios de se fazer um inversor de frequência para motores a indução

Fazer um inversor para girar um motor a indução é um desafio que reune diversas áreas da eletrônica e mecânica.
É uma área perigosa por envolver altas tensões CC e AC as quais podem fazer um componente explodir, queimar dispositivos caros como o programador do microcontrolador, a porta usb do computador ou todo ele. Por isso é bom que o candidato a desenvolver um desses (ou mesmo realizar manutenção) tome certas precauções para evitar problemas.

Se você se alarmou com a possível queima do computador algumas formas de evitar isto são usar isolador feito com acopladores óticos entre o debbuger e o projeto. Ligar o circuito de potência depois de desconectar o computador ajuda . Se for um notebook retirar a alimentação AC enquando a potência estiver ligada evita possíveis problemas decorridos da flutação com o terra.
Para evitar queima ou explosão dos componentes da fase de potência ligue uma lampada incandescente 220V/200W em série com o circuito, assim se o brilho crescer você saberá que a corrente esta alta. Obviamente não esqueça de fusíveis com valores baixos para proteção.
Ainda sim colocar uma proteção em cima do circuito para caso um componente venha a explodir é uma boa idéia.
E finalmente somente ligue a fase de potência depois de certificar-se que a modulação PWM já esta correta com deadtime adequado e nenhum comportamento contínuo ou mesmo sempre ligado. Um analisador lógico é uma ferramenta perfeita para isto.